AEnova Tecnologia

Se proteja contra malwares: aprenda o que são e como funcionam

Hacker trabalhando em vários monitores
Spread the love

Se você tem um dispositivo que se conecta a internet, como um computador, um tablet ou mesmo um celular, e você navega na internet, automaticamente você já está correndo o risco de ser infectado por um Malware. 

Essa não é uma informação muito otimista, mas é a realidade. A internet nos trouxe muitas coisas boas, mas também veio acompanhada de muitos riscos.

Por mais bem intencionado que você seja como usuário, usando apenas os benefícios comunicacionais da internet para fazer pesquisas e aumentar o seu conhecimento sobre as coisas, sempre haverá alguém malicioso disposto a fazer você incorrer em erro.

Essas pessoas, geralmente hackers, usando ferramentas conhecidas como Malwares. Conhecidas comumente como vírus de computador. Neste artigo você irá aprender tudo que você precisa saber essas ameaças virtuais.

O que é um Malware? 

Podemos resumir da seguinte forma: malwares são programas de computador criados especificamente para causar algum mal a outra pessoa, seja danificando a máquina em si ou roubando dados e informações pessoas e sigilosas da vítima.

Malwares são constantemente desenvolvidos, passam por muitas atualizações, estando sempre um passo à frente dos antivírus. Quem os desenvolve são os hackers que objetivam ganhar dinheiro ou pela utilização desses programas nas pessoas, ou os vendendo na Dark Web. Se você não sabe o que é a Dark Web, dê uma olhada nesse artigo aqui!

No entanto, é justo explicar que nem todos os malwares possuem intenções puramente maliciosas. Alguns os utilizam apenas para testar a vulnerabilidade de sistemas com o objetivo de tornar estes mais seguros. Veja esse nosso outro artigo sobre hackers do bem.

Há aqueles que também usando de malwares como uma forma de protestar. E por incrível que pareça, até mesmo governos usam de malwares, para ameaçar outras nações em seus jogos de poder.

Quais são os tipos de Malwares? 

Existem vários tipos de Malwares. E cada um deles é específico para um propósito. Vamos dar uma olhada neles para que você aprenda:

  • Vírus: funcionam mais ou menos da mesma forma que os vírus da vida real, ou seja, se atrelando a algum arquivo e o infectando. Este arquivo então se torna corrompido e danifica o computador. E assim como os vírus reais, os de computador podem se alastrar e afetar todos os arquivos saudáveis.
  • Cavalo de Troia: É como uma armadilha que se esconde em programas ou arquivos legítimos, porém corrompidos de forma que o usuário não perceba. Sua função é abrir uma porta para outras ameaças afetarem seus dispositivos.
  • Spyware: Um espião. Spy, é um verbo do inglês que se traduz como “espionar”. O que esse malware faz é se esconder nos seus dispositivos e gravar suas atividades. Sejam senhas, números de cartão de crédito e a sua própria rotina.
  • Ransomware: Do inglês, ransom se traduz como “resgate”. O objetivo desse malware é travar o seu computador ou arquivos importantes e ameaçar apagá-los permanentemente, caso você não decida pagar o resgate que o hacker pede.
  • Adware: Na realidade os Adwares não são maliciosos em sua natureza. São aquelas propagandas pop-up que nós vemos em muitos sites ou mesmo aplicativos. No entanto, a ânsia das empresas em querer mostrar esse anúncio pode acabar danificando a segurança do dispositivo e tornando fácil a invasão de ameaças reais.
  • Worms: Os worms são como soldados que invadem redes inteiras de dispositivos se aproveitando de suas vulnerabilidades. E como são autossuficientes, eles se espalham rápido causando lentidão, travamentos e outras vezes carregando outros malwares consigo.

Como eu posso me proteger dos Malwares? 

É claro que agora você gostaria de saber como se proteger de um Malware, não é? Bem, vamos listar três atitudes saudáveis que você deveria adotar a partir de agora:

  1. Esteja sempre alerta a e-mails estranhos de remetentes que você não conhece, principalmente se te pedirem para baixar algum arquivo com a extensão EXE. Estes geralmente são vírus na certa.
  1. Navegue com segurança. Geralmente o seu navegador irá te alertar quando um site parecer suspeito ou estiver infectado de fato. Você também pode observar se o site possui o protocolo https:// no começo de seu endereço. Isso é um indicativo de segurança.
  1. Possua uma solução de antivírus ativa a atualizada para proteger o seu computador em tempo real e eliminar a maioria das ameaças que tentarem te infectar.

Como detectar um malware?

Se você não estiver muito habituado ao uso da internet e não for capaz de reconhecer quando um site é falso, um e-mail malicioso, a melhor forma de detectar um malware é usando de um programa antivírus.

Hoje em dia existem inúmeras soluções de antivírus, cada um com suas especificações, especialidades e faixa de preço também. Existem muitas soluções gratuitos, diga-se de passagem, no entanto é inegável que as melhores são pagas.

Mas isso não significa que as soluções gratuitas não possam atender uma demanda doméstica por proteção contra ameaças online. 

É importante lembrar que uma vez que você possuir um antivírus instalado em seu dispositivo, peça para ele fazer scanners com alguma periodicidade. Muitos malwares acabam infectado nossas máquinas de forma completamente sorrateira. 

Como faço para remover um malware?

E por fim, a pergunta derradeira. Pois a realidade é que, muitas vezes a infecção é inevitável, e você provavelmente deve começar a sentir isso afetar o desempenho das suas máquinas. Mas não há muito segredo aqui. 

A forma mais básica de se remover um malware é usando dos programas de antivírus mesmo. Porque é para isso que eles servem, detectar a ameaça e removê-la. 

É claro que não são todos as ameaças virtuais que os antivírus são capazes de detectar remover. Ainda mais as soluções gratuitas. 

Às vezes pode acontecer de um determinado vírus só ser passível de remoção com um programa específico, desenvolvido exclusivamente para lidar com ele. Mas para descobrir esse tipo de coisa, apenas pesquisando muito em fóruns pela internet.

Como medida final, caso nada mais possa ser feito, a solução para é a formatação da máquina, fazendo com que ela retorne ao seu estado inicial de aquisição. 

O único problema desse método é que ele é extremo, geralmente fazendo você perder todos os seus arquivos e programas instalados. No fim das contas, o melhor remédio é sempre a prevenção. 

Gostou do conteúdo deste artigo? Bem legal, não é? Continue acompanhando o nosso blog para aprender ainda mais sobre o mundo da informática!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.